quinta-feira, 2 de outubro de 2008

Fugas...


Um dia, contaram que ela havia se isolado.
E eu nem dei por falta, pois a convivência resumia-se a secas palavras trocadas em ocasiões que não se podia evitar, por que ah!, todas aquelas que se podiam evitar eram evitadas.
Já não notava mais de qual lado, visto que as ilhas,quando separadas por longas distâncias de mares azuis ou poluídos, já perderamm a noção dos lados.
Só sabia que aquele sol em comum a incomodava.
Se ambas viam a mesma luz, porque uma escolheu olhar para o brilho enquanto a outra insistia em prestar atenção às sombras?
Este incômodo a fazia respirar com dificuldade aquele antigo poder de escolha que lhes foi dado. Não absorvia aquele ar de indiferença, quando as visões que a cercavam insistiam para compartilhar os frutos e as flores que o sol ofertara...Ora!Aquelas sombras impediam que aquela habitante, ao mesmo tempo tão distante e tão próxima, desfrutasse desta gratuidade e beleza das coisas simples e imprescindíveis a sobreviver, ao Viver.
Então Eu recordava as palavras do profético Jeremias: "Que eles procurem você,e não você a eles". Porque minha procura foi intensa e exaustiva. E deixei-me guiar por um amor oracular. Um amor que nunca distinguiu as paredes que os erros e as consequências das preferências do ser amado impunham por entre e através os seres. Esquecia-me que opções alheias vez por outra viravam proibições para seus passos. Mesmo que fossem os mais sutis e rebuscados passos de amor. Não se pode adentrar espaços onde o isolamento fez morada e a fuga, fez-se a maior companheira.
Porque fugir é mais fácil. Mais fácil do que admitir,enfrentar, arriscar e crescer. É mais cômodo não se permitir os conflitos necessários à transformação. É Mais Para Só depois conseguir entender que se conquistou o Menos. Menos sabedoria e Evolução para além do Existencial...Menos lembranças de que se conseguiu ser você mesmo.

Um comentário:

Bruno R.Ramos disse...

Oi Fortaleza,
Estou montando um projeto de edição de uma antologia de contos e crônicas. Se você se interessar em conhecer o projeto entre em contato comigo no e-mail; brunoteenager@gmail.com.